Blog

O que é a manutenção preditiva industrial – objetivo, aplicação e vantagens

Quando vamos ver o que é a manutenção preditiva industrial, observamos que ela tem caráter preventivo e usa uma metodologia que evita danos e falhas em peças e equipamentos. 

Apesar de parecer um assunto conhecido, o termo só ganhou notoriedade, recentemente, com o advento da Era da Indústria 4.0.

E há uma boa explicação para isso. Com a intensa demanda de produtos e serviços, toda a indústria ganhou estímulos para criar estratégias e métodos que fossem de encontro à proteção e produtividade dos maquinários. 

E a manutenção preditiva tem tudo a ver com isso.

Ela contribui diretamente para a operação de uma fábrica, tornando possível a redução de custos, de erros e de atrasos no fluxo operacional. Para as fábricas mais modernas, esse tipo de manutenção é essencial por ser flexível, mais flexível do que os outros tipos.

A leitura a seguir está completa, se tornando um verdadeiro guia. Os tópicos são:

  • O que é a manutenção preditiva industrial
  • Qual o objetivo da manutenção preditiva
  • Quais os tipos de manutenção preditiva
  • As vantagens da manutenção preditiva
  • Onde se aplica a manutenção preditiva

O que é a manutenção preditiva industrial

A manutenção preditiva está relacionada às práticas que podem antecipar um problema maquinário a partir de aparatos que não são apenas físicos. Através de instrumentos de medição também dá para saber sobre o funcionamento dos equipamentos.  

E é esse conjunto de inspeção que permite que se chegue a uma metodologia que prevenir falhas e danos. Dessa forma, o monitoramento periódico acontece por meio de análises vibratórias, além de avaliações por ultrassom, inspeção visual e outras técnicas.

O principal benefício dessa ação está em permitir que colaboradores e operadores de máquinas, além dos técnicos de manutenção, possam fazer o monitoramento constante. Por exemplo, por meio de inspeções ou como fruto de um reflexo profissional na rotina de trabalho.

O ideal é que se crie um cronograma da manutenção preditiva, onde os responsáveis vão poder usar instrumentos para validar o funcionamento e/ou as incoerências das máquinas. Junto com isso, quem trabalha com elas também pode notar ruídos, odores, etc.

Ou seja, é um tipo de manutenção que permite que os maquinários sejam acompanhados mais de perto, levando em conta fatores humanos e, também, as tecnologias.

Qual a diferença entre manutenção preditiva e preventiva

Para quem ficou com alguma dúvida sobre os termos, leve em conta que ambas são usadas na indústria e servem para prevenir falhas. Só que não são iguais. A preditiva parte de um acompanhamento periódico e coleta de dados, enquanto a preventiva é o conserto que acontece em datas agendadas.

Uma das vantagens da preditiva nesse sentido é que ela se baseia no estado real do equipamento e também no prazo em que a manutenção deve acontecer, o que ajuda na redução de custos.

Recentemente, publicamos um conteúdo que explica exatamente as diferenças e os melhores exemplos acerca desses dois tipos de manutenção

Qual o objetivo da manutenção preditiva

Acima, falamos sobre o benefício de permitir que tecnologias e profissionais atuem no monitoramento dos equipamentos. Mas, para quê? O objetivo central dessa manutenção é antecipar problemas maiores, o que exigiria um serviço emergencial e caro.

E isso fica muito claro quando se observa que o monitoramento constante permite vantagens que vão desde a redução do tempo de inatividade de uma máquina até a diminuição de gastos com as correções de falhas. 

A McKinsey trouxe alguns dados que mostram a importância da preditiva:

  • Redução de tempo de inatividade de máquina de até 50%
  • Aumento da vida útil de uma máquina em até 40%

Além desses pontos, também é possível notar outros benefícios da manutenção preditiva na indústria. Por exemplo, evita-se as paradas forçadas, maximiza o tempo disponível das máquinas, evita-se os reparos constantes, aumenta a confiabilidade das máquinas, etc.

Quais os tipos de manutenção preditiva

Diferente de outras manutenções, na preditiva a divisão acontece pelo objetivo, que parte do uso específico de técnicas e instrumentos. Ainda que para todo caso a ideal seja a de manter a performance de equipamentos, o monitoramento pode acontecer de várias formas. 

Vibração

A análise de vibração é uma técnica que avalia a taxa vibratória de uma máquina a partir da variação das forças dinâmicas. Ela faz isso a partir das partes móveis. Por exemplo, os maquinários que costumam receber essa manutenção preditiva são fresadoras, tornos mecânicos, furadeiras, entre outras.

Ultrassom

Já nessa opção, temos uma ferramenta que avalia a existência de vazamentos, sendo que detecta as possíveis falhas através das frequências sonoras. É comum de ser usada em sistemas de transporte de gases e vapores, além de ar-comprimido.

Termografia

Mais um instrumento de manutenção preditiva é o que visa analisar o nível de temperatura que é emitido pelo maquinário ao passo que funciona através de equipamentos e sensores inteligentes que medem a radiação infravermelha de cada corpo.

Óleo

A análise de óleo costuma ser feita através de um cronograma pré-definido. Isso porque acontece em laboratórios ou através do uso de equipamentos específicos para esse fim. O objetivo é descobrir se há oxidação ou microrganismos vivos no produto.

Trincas

Agora, uma inspeção que é feita pela técnica da magnetização. Ao se despejar aparas metálicas sobre o dispositivo dá para saber se há trincas ou fendas. É muito útil para sistemas de tubulação, o que permite antecipar as falhas com muita assertividade.

O que é a manutenção preditiva industrial

As vantagens da manutenção preditiva

São muitos os exemplos de casos reais de empresas que aplicaram a manutenção preditiva e colheram os melhores resultados. Mas, quais são esses dados que toda a indústria moderna visualiza? Trouxemos os pontos positivos mais estratégicos dessa manutenção.

Prevenção de falhas

É o mais conhecido dos benefícios da manutenção preditiva. A ideia é antecipar as futuras falhas ou problemas, o que torna essa técnica tão especial. Dessa forma, é possível minimizar vários tipos de prejuízos na empresa, especialmente, o financeiro.

Redução de custos

E já que falamos disso, saiba que há uma ligação direta da manutenção preditiva com a redução de custos na indústria. E há dados, da PwC: 12% ou mais de redução de custos quando se investe nessa manutenção. Inclusive, até o consumo de energia é menor.

Aumento da vida útil das máquinas

A estratégia de incluir a manutenção preditiva traz o benefício de potencializar a vida útil dos equipamentos e máquinas. A PwC mostrou que o percentual de aumento chega a 20%, melhorando muito o investimento feito nessa aquisição.

Otimização da produtividade

A técnica também traz aumento de produtividade nas várias linhas de produção porque melhora o funcionamento do maquinário. Conforme o mesmo relatório acima, o tempo de atividade pode ser de 9% ou mais a partir dessa manutenção.

Garantia de segurança dos profissionais

Com uma rotina de inspeções feitas periodicamente, a empresa torna o trabalho operacional muito mais seguro para os operadores de máquinas, técnicos de máquinas e outros. O risco à saúde é minimizado em, pelo menos, 14%, diz a PwC.

Cumprimento da lei

A ISO 9001 é muito conhecida no Brasil. Ela é uma certificação que indica que a empresa tem um plano estratégico que busca constantes melhorias nos processos. Logo, a manutenção preditiva é uma prática natural dentro da ISO, o que se torna mais uma vantagem.

O uso de produtos da Empotech

Ao usar um produto de qualidade, que tem propriedades resistentes como o Poliuretano (PU), os equipamentos se mantêm em bom funcionamento por mais tempo. Quando essa escolha é somada com a manutenção preditiva, o maquinário aumenta muito o seu custo-benefício.

Isso porque se evita as manutenções desnecessárias que são corretivas e urgentes. Além de permitir que elas trabalhem por mais tempo e de modo mais próximo da melhor performance. Essa combinação gera redução de custos e aumento na produtividade.

A Empotech já fez um estudo que comprovou que é possível reduzir custos com empilhadeiras em mais de 50% a partir das soluções de poliuretano. Entre as peças, os amortecedores de impacto, as placas, as roldanas, as rodas e muito mais.

Onde se aplica a manutenção preditiva

A implementação da manutenção preditiva tem ligação com um plano de gerenciamento de manutenção e também com as políticas de monitoramento das empresas. Então, o conceito é importante dentro da cultura dessa organização, de modo a gerar benefícios nos processos.

Tudo isso tem a ver com a Indústria 4.0. Assim, é possível dizer que a aplicação da manutenção preditiva se dá para todas as situações, na qual torna-se uma medida valiosa para prevenir falhas, reduzir custos, otimizar operações e aumentar a produtividade das máquinas.

O que é a manutenção preditiva industrial

Se você é responsável pela área de manutenção de uma empresa e não sabe como dar o primeiro passo, uma boa dica é entender as etapas mais importantes nesse processo.

As necessidades da empresa

A primeira coisa é compreender por que a estratégia vai ser adotada. Obviamente, a manutenção é inerente a toda indústria. Mas, são vários tipos de técnicas que podem acontecer a partir dos tipos de manutenções. Tenha metas palpáveis e relacionadas com a missão da empresa.

O planejamento da manutenção

O segundo passo é criar um cronograma de manutenção preditiva, sendo que isso tem que fazer parte dos investimentos corporativos. E vale lembrar que o valor será importante para evitar gastos maiores com as manutenções corretivas.

Os processos empresariais

Depois vem a criação dos processos, que devem ser mapeados para que o trabalho da manutenção seja de excelência. A estratégia é minuciosa e isso envolve documentar toda a dinâmica do processo de produção para que se use as melhores técnicas de inspeção.

A transformação digital

Um dos últimos passos importantes tem a ver com a transformação digital na indústria e, especialmente, na área de manutenção. Hoje em dia é possível contar com tecnologias e programas que vão de encontro aos conceitos da manutenção preditiva.

O uso de indicadores

Agora sim, para terminar, leve em conta o uso de indicadores para conseguir colher as melhores respostas para a aplicação da manutenção. Há pelo menos 7 deles que são usados na indústria, como o que indica o custo de manutenção sobre o faturamento.

Adove

Adove

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

EnglishPortugueseSpanish