Blog

Troca frequente das rodas para empilhadeiras elétricas: suas compras estão sendo assertivas?

Troca frequente das rodas para empilhadeiras elétricas: suas compras estão sendo assertivas?

Você sabe quando as rodas para empilhadeiras elétricas precisam ser trocadas? Sabemos que esta verificação cabe ao gerente de produção ou mesmo ao operador da empilhadeira, mas ao ter essa informação você pode ter mais assertividade nas compras.

Pensando nisso, elaboramos este conteúdo para te ajudar a desvendar os porquês da troca frequente das rodas para empilhadeiras elétricas e ainda ter insights que podem ajudar nas suas compras dentro da organização.

Quer saber mais? Continue a leitura que vamos falar, em detalhes, sobre esse assunto e mostrar em quais pontos você deve ficar atento para efetuar as melhores compras!

Quando as rodas para empilhadeiras elétricas precisam ser trocadas?

Considerando que a empilhadeira é um dos equipamentos primordiais para realizar a movimentação de cargas e produtos pesados, garantir que a máquina esteja nas melhores condições é fundamental para a qualidade das operações.

Em contrapartida, isso precisa ser garantido sem que haja gastos extras, já que cada vez mais as organizações se veem em posição de precisar reduzir custos, mas sem perder a qualidade.

Dito isso, não pense que trocar as rodas da empilhadeira elétrica é um gasto extra, mas sim uma das maneiras mais inteligentes de garantir um cenário otimizado a médio e longo prazo. Claro, se essa troca for feita escolhendo o produto certo, vale enfatizar.

Troca frequente x rodas em poliuretano

Não é novidade que as rodas de poliuretano para empilhadeiras elétricas garantem fácil instalação e excelente tração. No entanto, essas estão longe de ser as únicas vantagens deste modelo.

Como as rodas em poliuretano são sinônimo de eficiência e durabilidade para os processos produtivos industriais, fica claro que ao optar por elas, a troca das rodas para empilhadeiras elétricas será um processo otimizado, ou seja, você terá mais tempo de vida útil.

Atualmente, sua empresa trabalha com este tipo de rodas? Se não, como está sendo o rendimento do maquinário atual? Acredito que se você chegou até aqui, é porque não está 100%, certo?

Logo, é preciso avaliar as compras que você está efetuando para o seu negócio, com foco no custo-benefício a médio e longo prazo.

Neste cenário, onde queremos chegar falando das rodas de poliuretano é que elas são capazes de oferecer um rendimento maior em comparação a outros modelos.

Ou seja, se você tem alguma objeção por serem mais caras, por exemplo, saiba que esse tipo de roda para empilhadeira elétrica, “se paga” e acaba saindo mais barata em médio e longo prazo.

Exemplo rodas de poliuretano da Empotech

Roda Empotech = R$ 1200. Dura cerca de 3000 horas.

Roda comum = R$ 800. Dura cerca de 1500 horas.

Ou seja, quem optar pelo revestimento comum, fará 2 trocas para ter a mesma duração de quem comprou apenas 1 roda em poliuretano da Empotech. Nesse caso, a roda da Empotech é nada menos que 400 reais mais barata.

Isso sem mencionar os custos de parada da máquina ou situações onde a roda comum não chega no seu máximo de 1500 horas e descola e/ou racha no meio de uma operação.

Como é a parceria com seus atuais fornecedores?

Respeitar a vida útil das rodas do seu maquinário e realizar as trocas é necessário para manter a qualidade e segurança nas operações.

Entretanto, precisar fazer isso com constante frequência pode acabar sendo bastante custoso para a empresa. Como resolver isso? A escolha certa de fornecedores para este produto, é a resposta.

Se atualmente o seu fornecedor de rodas para empilhadeiras elétricas não oferece um produto que consiga durabilidade maior, causando trocas sequenciais em pouco tempo, você não acha que está na hora de rever esta parceria?

Como você pôde ver no exemplo dado no tópico anterior, o custo-benefício a médio e longo prazo das rodas de poliuretano são mais do que satisfatórios.

Adquirir rodas em poliuretano da Empotech para as empilhadeiras elétricas, significa nunca precisar trocar as rodas? Não! Mas o tempo de durabilidade delas, como demonstrado, é bem maior se comparado a outros modelos.

Além disso, existem algumas ações que, quando colocadas em prática, ajudam a aumentar a vida útil das rodas de poliuretano.

E então?

Para este conteúdo, trouxemos de forma clara algumas informações a respeito da troca frequente das rodas e sobre como ser mais eficiente na hora de realizar as compras de rodas para as empilhadeiras elétricas da sua empresa.

Esperamos que este conteúdo tenha o ajudado a entender que é possível conseguir maior vida útil das rodas, sem que isso custe mais caro, principalmente quando se fala em qualidade e durabilidade a longo prazo.

Caso tenha ficado alguma dúvida, ou se você quer saber mais sobre as rodas de poliuretano da Empotech e como elas podem otimizar a operação das suas empilhadeiras elétricas, entre em contato conosco!

E para continuar se atualizando, acesse nosso conteúdo com 8 dicas para realizar boas negociações com fornecedores da indústria!

Adove

Adove

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

EnglishPortugueseSpanish