Blog

sinalização de segurança para empilhadeiras

Veja como é a sinalização de segurança para empilhadeiras [+ 3 dicas de segurança]

Quando o assunto é sobre o trabalho de um operador de empilhadeiras, muita gente fica com dúvida sobre como manter a segurança do profissional e de quem está próximo dele naquele momento. Hoje, você vai ver como funciona a sinalização de segurança para empilhadeiras.

E também vai conhecer algumas dicas a mais que garantem essa segurança durante o trabalho de uma empilhadeira. Até mesmo porque existe o risco de tombamento dessas máquinas e ter cuidado com a manutenção delas pode fazer toda a diferença para evitar acidentes.

A sinalização de segurança para empilhadeiras

Sem dúvidas, esse é um dos pontos que mais exigem atenção dos operadores de empilhadeiras – tanto os que atuam dentro de um ambiente como em lugares externos. Afinal, as operações com esses maquinários também podem trazer risco aos pedestres.

Por isso, é muito importante que exista a sinalização dos locais onde as empilhadeiras vão funcionar. Isso pode acontecer com as faixas de pedestres e a demarcação de áreas, além de avisos em pontos estratégicos embasados na movimentação de pessoas.

Curiosamente, para ampliar o nível de segurança na hora de sinalizar o uso das empilhadeiras, várias tecnologias estão sendo apresentadas no mercado. Dessa forma, há sinais luminosos, como faróis e spots. Em outros casos, existem também as marcações luminosas.

Os mais comuns são: farol dianteiro, farol traseiro, sinalizador luminoso giratório.

As novas tecnologias de sinalização de segurança para empilhadeiras

Blue Spot ou Blue Point – Essa é uma das novas tecnologias usadas e que funcionam como meio de sinalização de segurança para empilhadeiras. Logo, a ideia é apresentar um farol que atua como alerta para pedestres e veículos por meio de uma luz de led lançada no chão.

Sistema de Alerta Lateral – Outra ideia nova no mercado foi a de criar um aviso para que pedestres mantenham uma distância segura das máquinas. Assim, esse sistema projeta um feixe de luz vermelha no piso, a fim de eliminar acidentes.

Red Zone ou Rede Safety – Por último, a tecnologia Red Zone é uma faixa intensa de luz vermelha que sinaliza o circuito das empilhadeiras. Assim, é uma marcação que tem o objetivo de mostrar aos presentes as áreas de ocupação das máquinas e, logo, a distância segura.

Outras dicas de segurança na operação de empilhadeiras

Além da sinalização de segurança para as empilhadeiras, saiba que também é preciso considerar outras maneiras de prevenir acidentes com essas máquinas. Abaixo, você confere as principais dicas de segurança!

1 – O que fazer para uma empilhadeira não tombar

Pode parecer curioso, só que essa é uma das dúvidas mais comuns entre operadores de empilhadeiras. E quer saber? Acredita-se que mais de 20% dos acidentes com empilhadeiras são causados por esse tipo de tombamento. Existem outros riscos, como quedas, colisões, etc.

Para entender melhor, saiba que estamos diante da Capacidade Residual, isto é, a capacidade nominal em que a máquina pode elevar a carga com equilíbrio e segurança. Logo, ajuda a entender também o que um operador de empilhadeira não deve fazer.

Logo, ele não pode deixar de acompanhar o gráfico da relação peso da carga, centro da carga e altura da carga durante o transporte. Resumidamente, essa dica é sobre respeitar os limites de cada empilhadeira, o que vai prevenir acidentes com tombamento.

2 – A capacitação do operador de empilhadeiras

Há alguns textos atrás, aqui no nosso blog, você viu que contar com profissionais capacitados é uma das formas de aumentar a vida útil das empilhadeiras elétricas (se não viu, leia o texto aqui). Esse mesmo investimento também tem importância na hora de evitar acidentes.

Isso porque essa capacitação, assim como a reciclagem do profissional, ajudá-lo a entender cada vez mais a máquina e sem entrar naquele excesso de confiança que pode causar problemas. Esses treinamentos devem ser periódicos e individuais.

Aproveite e conheça o nosso mini curso gratuito sobre como operar uma empilhadeira com qualidade e segurança.

sinalização de segurança para empilhadeiras

É por isso que cada vez mais as empresas de logística e transporte estão investindo em Programas Anuais de Treinamentos e nos Diálogos de Segurança. É um tipo de investimento que vale muito a pena, especialmente, porque tem a ver com a segurança do trabalho.

3 – A manutenção preventiva das empilhadeiras

A última das dicas de segurança na operação com empilhadeiras. E esse tópico pode até ser o mais conhecido de todos, só que ele nunca deixa de ser importante. Quando se tem esse cuidado com as máquinas, elas se tornam mais eficientes e mais seguras, ao mesmo tempo.

E se você não sabe, considere que em todo curso de operador de empilhadeira também existem aulas que ensinam como criar um check list diário que deve ser feito antes que o profissional inicie uma operação. É uma ação que ajuda na manutenção da máquina.

Aqui no blog já explicamos como é que se pode fazer a manutenção de uma empilhadeira dentro do prazo através da prevenção e de cronogramas de revisão. Se você não viu essa matéria, leia aqui.

Bônus: O uso de equipamentos de segurança

E apesar de não estar entre as dicas acima, considere que o uso de equipamentos de proteção de segurança é imprescindível. Com certeza, essa é a medida mais adotada para evitar acidentes com empilhadeiras no mundo todo.

Além dos EPIs, considere o cinto de segurança como acessório que tem que fazer parte da rotina do operador de máquinas. Ele está incluído em todos os manuais de recomendação das marcas de empilhadeiras e, geralmente, elas possuem 3 pontas.

É por isso que cada vez mais as empresas de logística e transporte estão investindo em Programas Anuais de Treinamentos e nos Diálogos de Segurança. É um tipo de investimento que vale muito a pena, especialmente, porque tem a ver com a segurança do trabalho.

3 – A manutenção preventiva das empilhadeiras

A última das dicas de segurança na operação com empilhadeiras. E esse tópico pode até ser o mais conhecido de todos, só que ele nunca deixa de ser importante. Quando se tem esse cuidado com as máquinas, elas se tornam mais eficientes e mais seguras, ao mesmo tempo.

E se você não sabe, considere que em todo curso de operador de empilhadeira também existem aulas que ensinam como criar um check list diário que deve ser feito antes que o profissional inicie uma operação. É uma ação que ajuda na manutenção da máquina.

Aqui no blog já explicamos como é que se pode fazer a manutenção de uma empilhadeira dentro do prazo através da prevenção e de cronogramas de revisão. Se você não viu essa matéria, leia aqui.

Bônus: O uso de equipamentos de segurança

E apesar de não estar entre as dicas acima, considere que o uso de equipamentos de proteção de segurança é imprescindível. Com certeza, essa é a medida mais adotada para evitar acidentes com empilhadeiras no mundo todo.

Além dos EPIs, considere o cinto de segurança como acessório que tem que fazer parte da rotina do operador de máquinas. Ele está incluído em todos os manuais de recomendação das marcas de empilhadeiras e, geralmente, elas possuem 3 pontas.

sinalização de segurança para empilhadeiras

Por isso, jamais uma operação com empilhadeiras deve acontecer sem o uso de todos os EPI’s e o cinto de segurança.

Adove

Adove

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

EnglishPortugueseSpanish